27.2.10

Parasitas de Catástrofe

Estou para escrever sobre isso desde o terremoto no Haiti, mas precisou mais uma catástrofe como essa acontecer no Chile para que eu expusesse minhas observações. O terremoto da costa leste da américa do Sul deu mais uma oportunidade para verificar um fenômeno bastante comum em fórums e comentários de notícias que divulgam notícias sobre o assunto: as criaturas parasitárias que aproveitam a miséria alheia para vomitar suas certezas religiosas.

Essa gente celebra de de boca cheia qualquer tipo de acontecimento ruim, seja no nível pessoal como um assassinato ou em nível global como um deslocamento tectônico que destrói cidades e fatalmente mata milhares. Não importa o acontecido, há sempre aqueles de prontidão que, não sem um certo brilho no olhar, arrotam e promovem suas profeciais parasitando o sofrimento alheio. Me dá muito nojo comentários como esse que pesquei por aí ao buscar informações sobre o acontecido:

pessoal, o mundo esta em alerta,as pessoas já não sabem mais o q fazer, é o calice da ira de Deus, como foi nos dias de noé assim será na vinda do filho de Deus, os que não querem acreditar so tenho algo adizer o problema é seu, a palavra ja foi pregada entre povos ,tribos, raças, dialetos e linguas, o mundo já ouviu a palavra de Deus. como servo fiel a cristo eu falo pra todo mundo ouvir MARANATA ora vem senhor jesus....
alison - Terra

Terremotona Chile.... O Senhor está as portas !!!!! Ora vem Senhor JESUS!!!!
@Amanda9354 - Twitter

haverá o tempo em que não precisaremos mais pregar a biblia, mais os proprios acontecimentos falarao em nossos lugares. jesus esta voltando,prepara-ti
para os ateus - Terra

A sensação é a de triunfo, de certeza, parece que estou vendo aquele orgasmo mental que se tem quando algo que dizemos se comprova certo (não que seja o caso, é mais para quando algum fato aleatório realça o fanatismo pessoal). Parece que passam o tempo inteiro torcendo para que alguma coisa de muito ruim aconteça no mundo para que, tal qual éforos apodrecidos, venham apontar seus dedos retorcidos e com sua boca torta por um sorriso contido com dificuldade um cínico "eu não disse?". Esse tipo de fé, o comburente dessa queima maldita, só sobrevive no sofrimento, na miséria e na ignorância. E com o mundo passando por um número significativo de catástrofes climáticos, por fome, guerra, secas, chuvas e fogos, o combustível fóssil dessa máquina de vicissitudes nunca se esgota e nem dá mostras que o fará em breve.

Um comentário:

Junior Corinthiano disse...

Concordo contigo, a desgraça alheia, parece um troféu pra eles.

Gostaria de fazer uma colocação a respeito dessas catástrofes:

Desde a erupção do Vesúvio, que destruiu a cidade de Pompéia em 79 dc*, eles ditam profecias de que o fim está próximo. No entanto, os tempos passam e não vemos nada disso.