14.10.08

Voltando às origens

Esse vídeo do pessoal do The Atheist Experience me deu uma sensação nítida de déja-vu. Não só pela aparência familiar do âncora Matt Dillahunty, mas também do que foi dito por ele. Revirando meus alfarrábios (na verdade apenas procurei aqui no meu campo de busca) reencontrei a parte dois da minha série de postagens Porque Sou Ateu, onde falo praticamente ipsum literis o que aparece no vídeo.


"E quanto a isso? E se eu for até aí e socar sua cabeça gorda..."

Comparem com um trecho da minha postagem antiga. E aproveitando, créditos e agradecimento pela tradução, legendagem e postagem do vídeo para o FBI. Belo trabalho, filho!

Voltando mais uma vez à definição enciclopédica da palavra ateu que consta na Larousse: "Aquele que nega a existência de qualquer divindade". Para começo de conversa, além de conter o erro ético de empregar adjetivos pejorativos como se fosse verdade absoluta, a definição peca pela imprecisão do termo negar. O fato de alguém ser ateu não necessariamente implica em uma negação da existência de instâncias divinas que atuam no mundo. O correto seria dizer que o ateu nega credibilidade à idéia da existência de deuses pelo fato dela não conter nem sombra de consistência que a faça parar de pé. É um exercício de fé e não de razão acreditar em deuses.

5 comentários:

Persona disse...

adorei o recado pra quem quiser deixar recado.

se eu fosse excluir os ofensivos do meu blog só ia ter os meus.

rs

Andre disse...

Diz a verdade, Rodrigo: vc É o âncora. ;)

Rodrigo Souza disse...

________/\_________
DIREITO DE RESPOSTA
¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯¯
A julgar pela forma como eu nado, poderia certamente estabilizar no mesmo lugar no oceano uma pequena embarcação, desde que devidamenre acorrentado à mesma. XD

amadeusxiii disse...

"Não é o fato de poder provar suas afirmações. Mas o fato de que suas ações são guiadas por suas crenças..."

O cara é bom :twisted:

amadeusxiii disse...

A definição correta para o ateísmo seria a descrença na existência de deuses devido à ausência de provas afirmando o contrário?