2.6.07

H.L. Mencken

Em tempos de visita do Papa Bento XVI ao Brasil, lembrei-me desses breves parágrafos de Henry Louis Mencken (1880-1956) jornalista literário americano e um satírico por excelência. Dou créditos aqui para o Fabiyo/CBCC por ter postado primeiro essa jóia.

"É uma boa notícia para aqueles românitcos otimistas que gostam de acreditar que a espécie humana é capaz de atos racionais. O que poderia ser mais lógico do que o suicídio? O que poderia ser mais despropositado do que continuar vivo? No entando, todos nos agarramos à vida com desesperada devoção, mesmo quando o que resta dela é palpavelmente frágil e cheio de agonia. Metade do tempo dos médicos é desperdiçado bombeando vida em cacos humanos, que não têm nenhuma razão inteligível para continuar vivendo, asism como uma vaca tem para continuar dando leite.

Passo por cima das objeções teológicas à autodestruição por serem muito sofísticas para merecerem resposta séria. Desde o começo, o cristianismo pintou a vida na terra como algo tão triste e vazio que seu valor se tornou indistinguível do de uma merdinha. Então, para que aferrar-se a ela? Simplesmente porque sua inutilidade e dissabores são parte da vontade do Criador, cujo amor por Suas criaturas consiste curiosamente em torturá-las. Se elas se revoltam nesse mundo, serão toruratas um milhão de vezes mais no próximo."


Antes que me acusem sem conhecimento de causa, ateus respeitem sim a vida e nem de longe fazemos pouco caso dela. Se formos olhar pelo lado metafísico, nós damos um valor muito maior para a existência terrena, uma vez que não acreditamos em vida após a morte, reencarnações e etc. Mas apenas creio que as discussões sobre o aborto e a eutanásia deveriam estar separadas da esfera clerical, permanecendo no campo laico da sadia opinião pública despida de preconceitos e cegueira religiosa. Mas isso é assunto para outro post.

Um comentário:

Gizah disse...

Religiões reduzem você a nada porque acenam com a proposta de recompensas no pós-morte, no "outro lado"... Se você suportar todo o sofrimento da vida terrena poderá desfrutar das delícias de um Paraíso. Exploda-se por nós que você terá 40 virgens ao seu dispor.
Sem dúvida há conclusões filosóficas a ser tiradas a partir daí, mas é coisa demais para um mísero comentário. Bem, até a vista.